Saiba onde renegociar suas dívidas com rapidez e sem constrangimento

O acúmulo de contas atrasadas e restrições para a obtenção de crédito no comércio, financeiras e bancos não é uma situação que agrada consumidores – e muito menos comerciantes! No entanto, nem todo mundo sabe quais são os caminhos mais fáceis e menos burocráticos para renegociar dívidas e, justamente por isso, não conseguem resolver o problema.

Hoje, existem diversos meios que podem ser usados para a renegociação de dívidas. Inclusive a própria internet se tornou uma ferramenta útil nessa situação. Muitos consumidores entendem que métodos tradicionais de cobrança, como carta e telefone, são constrangedores, e isso pode atrapalhar a renegociação.

Neste post, você vai conhecer maneiras práticas e gratuitas para renegociar suas dívidas de uma vez, sem burocracias e constrangimentos. Confira as dicas logo abaixo!

Consultar em plataformas online

As plataformas online funcionam como intermediárias entre consumidores e credores, facilitando a renegociação das dívidas. Empresas como a Quero Quitar oferecem toda a eficiência e agilidade que as pessoas precisam, pois basta que uma simples consulta com o número do CPF seja feita para que os consumidores encontrem as dívidas vigentes.

Localizado o valor em aberto, ele pode ser renegociado livremente, até que as duas partes cheguem a um acordo. Essas plataformas trabalham com credores de diferentes segmentos, tais como bancos, colégios particulares, empresas de seguros, construtoras, entre muitas outras.

Renegociar dívidas diretamente com o banco

Quando se trata de dívidas com bancos, além da opção anterior, é possível também consultar o aplicativo ou ir diretamente à instituição. Essa também é uma forma segura de renegociação, e o próprio banco tem a possibilidade de oferecer descontos interessantes para o pagamento, seja à vista ou parcelado.

Seja qual for o caminho escolhido para a viabilização do pagamento da dívida, lembre-se sempre de que é importante organizar sua situação financeira antes de fechar um acordo. Afinal, nada adiantará se comprometer a pagar a dívida se você não terá fundos suficientes para arcar com essa conta.

Consultar empresas de restrição e proteção ao crédito

As empresas de restrição ao crédito são úteis para a realização de consultas cadastrais. Ou seja, são excelentes alternativas para você identificar qual é a situação do seu CPF para começar a se organizar para a quitação das dívidas. Alguns desses serviços podem cobrar pela consulta, mas se você tem dúvidas sobre as contas atrasadas, vale a pena pagar por isso.

Planejar o pagamento do que está atrasado

O planejamento para a quitação de valores devidos envolve economizar dinheiro. Afinal, em grande parte das vezes, as pessoas deixam de pagar suas contas por desorganização financeira e por falta de recursos. Em ambos os casos, ela precisará encaixar uma nova despesa em seu orçamento, e isso requer planejamento.

Faça uma planilha com todos os seus gastos mensais, incluindo todos os essenciais. Depois disso, tente cortar gastos desnecessários e identifique o que pode ser economizado. Esse é o primeiro passo para organizar a sua saúde financeira!

E você, já conhecia alternativas como a Quero Quitar para ajudar a renegociar dívidas? Não deixe de entrar em contato com a empresa para esclarecer possíveis dúvidas e também para usar nossas soluções!