Loader

Metas e investimentos de curto, médio ou longo prazo

Que ambos podem ser organizados em curto, médio ou longo prazo, você já sabe. Mas é muito mais que isso. Você pode, por exemplo, fazer um investimento para cada meta que tiver.

Além de se planejar financeiramente para concretizar a sua meta, você pode alcançá-la mais rapidamente se criar um investimento exclusivo para ela. Ou, ainda, otimizar o seu potencial de economia: em vez de apenas guardar uma quantia mensal, destine essa quantia para um investimento.

A principal variável que influencia na hora de decidir se seu investimento será de curto, médio ou longo prazo é o tempo. É claro que outros fatores, como a rentabilidade e o risco, também devem ser levados em consideração. Mas o principal é saber quanto tempo você tem disponível entre a primeira aplicação e o momento do resgate.

Hoje vamos explicar um pouco sobre a diferença entre eles e mostrar algumas opções que você tem dentro de cada um. É importante definir suas metas e objetivos para escolher qual é o melhor investimento para você.

Vamos dar três exemplos, de curto, médio ou longo prazo, para ilustrar cada explicação e facilitar a sua compreensão.

Curto prazo

Um investimento de curto prazo geralmente varia de 2 a 3 anos. Nesse primeiro exemplo vamos usar como meta de curto prazo ir ao festival de música no Rio de Janeiro, que acontece a cada 2 anos. Se você já mora no Rio, as coisas são mais simples, pois você tem que se preocupar apenas com preço do ingresso. Mas se esse não é o seu caso, como da maioria das pessoas, você tem que considerar também os valores de traslado e hospedagem.

É importante saber qual o valor do ingresso por dia e se vai querer ir em mais de um dia, quantas noites vai passar na cidade e suas opções de transporte até lá. Quem mora em São Paulo, por exemplo, pode optar por ir de ônibus, pois não é uma viagem tão longa e consegue economizar até metade do valor de uma passagem de avião.

Assim que fizer todas essas contas, você vai descobrir quanto dinheiro precisa economizar. Em seguida, você vai buscar pelas opções de investimento a curto prazo com vencimento de no máximo 2 anos, como por exemplo um CDB (certificado de depósito bancário), que nada mais é do que emprestar dinheiro para o banco — lembrando que existem outras opções que podem se encaixar com o seu perfil e é necessário se aprofundar mais no assunto antes de investir o seu dinheiro.

Combine suas metas de curto, médio ou longo prazo com seus investimento para aumentar sua eficiência.

Médio prazo

Para ser considerado um investimento de médio prazo, geralmente ele varia de 4 a 10 anos. Vamos usar como exemplo aqui, um carro que você deseja comprar daqui a 5 anos. Considere o modelo do carro, ou a categoria, caso não saiba ainda qual é o carro vai querer, e pesquise o preço médio dele. Além disso, se informe sobre quanto, em média, o preço do produto aumenta anualmente, e considere também o gasto que terá com documentação e outras questões burocráticas que envolvem a compra do veículo.

Após somar tudo que você considerar importante, você saberá o quanto precisa economizar. Atenção, como citado acima, com o passar dos anos os preços tendem a subir. Não “economize” em quanto dinheiro precisará poupar, deixe isso para o momento que for pagar de fato.

Aqui o CDB também é uma opção, mas você pode investir em fundos de renda fixa, sempre prestando atenção na data de vencimento e resgate.

Longo prazo

Um investimento à longo prazo é um investimento de 10 anos ou mais. Nesse caso vamos usar de exemplo a compra de um apartamento ou casa. Como esse é um produto de valor muito alto, apenas o longo prazo pode não ser suficiente para acumular a quantia necessária, portanto é preciso buscar alternativas de investimentos com a rentabilidade um pouco maior, o que geralmente também implica em um risco maior, mas fique tranquilo, você terá muitas opções.

Aqui você pode optar por um investimento no Tesouro IPCA+, onde você terá correção monetária — o que significa que o seu dinheiro não vai desvalorizar — e oferece opções com vencimentos bem longos. Uma outra opção é investir em fundos imobiliários, ou até em ações, se você já tiver mais experiência.

Vale ressaltar aqui, que na maioria dos casos a vantagem é maior se você investir o dinheiro para depois comprar um imóvel à vista, pois tem melhores condições para negociar — porém isso não é regra. Dependendo das condições de financiamento que você conseguir, vale mais a pena optar por ele, mas você precisa colocar na ponta do lápis nos mínimos detalhes, existem até simuladores para te ajudar com isso.

Quando se trata de investimentos, é preciso tempo e paciência. Os resultados não são colhidos de um dia para o outro, e é por isso que investimentos de 2 anos são considerados de curto prazo.

Ainda vale relembrar, pois é importantíssimo, que você fique muito atento ao vencimento e resgate dos seus investimentos, sejam eles de curto, médio ou longo prazo. Se você resgatar o seu dinheiro antes da data estabelecida pode ser que tenha menos dinheiro disponível do que você tinha antes, pois a maioria dessas modalidades não são de liquidez diária.

Também é bom dar ênfase à importância da organização nesse momento, e não só financeira. É preciso que você saiba com clareza quais são seu objetivos e quanto tempo tem ou precisa para alcançá-los, dessa forma você consegue fazer um investimento mais assertivo e com maiores chances de ter sucesso em atingir suas metas, sejam elas de curto, médio ou longo prazo.

Artigos relacionados

Cada um de nós têm um perfil financeiro específico. Conhecer o seu perfil é importante para que você planeje seus investimentos e alcance os seus objetivos....

Você se pergunta: como começar a investir? A resposta pode ser mais simples do que parece. Investir é, simplesmente, colocar o dinheiro pra trabalhar pra você...

Se você tem vontade de investir, mas acha que não tem tempo ou dinheiro para isso, significa que você ainda não conhece o Tesouro Direto. O Tesouro Direto surgiu em 2002 como fruto de uma parceria entre o Tesouro Nacional e a B3. Esse projeto tem como objetivo possibilitar o acesso de toda a população aos títulos públicos e democratizar o acesso ao mundo dos investimentos, com aplicações no valor mínimo de R$ 30,00....