Por que e como controlar os gastos pessoais nos dias de hoje?

Em tempos de crise, como na atual economia brasileira, economizar deixou de ser um luxo para se tornar uma obrigação. Desse modo, controlar os gastos pessoais é indispensável para manter um bom gerenciamento dos seus recursos e não passar por sufoco.

Aprender com eficiência a controlar os gastos pessoais não apenas ajuda a economizar como também evita dívidas, otimiza a sua qualidade de vida e auxilia na elaboração de planos, como uma viagem com a família!

Ficou interessado? Então, confira neste artigo algumas dicas imperdíveis de como potencializar a sua gestão de gastos pessoais e melhore a sua vida!

Mantenha tudo anotado diariamente

A forma mais eficiente de controlar os gastos pessoais é manter um acompanhamento diário do seu dinheiro. Desse modo, você será capaz de descobrir o quanto gasta mensalmente e com o quê.

É importante listar todos os gastos, desde os mais simples, como um lanche na padaria, até o pagamento de suas obrigações, como aluguel etc. Assim, ficarão visíveis as entradas e saídas do seu dinheiro para que, eventualmente, comece a cortar os supérfluos.

Adote ferramentas financeiras para controlar os gastos pessoais

Geralmente, a maioria das pessoas costuma manter o gerenciamento de seus gastos com o auxílio de um caderno de anotação ou planilhas eletrônicas como o Excel. Apesar de eficientes, às vezes podem gerar grande confusão por conta do excesso de informação.

Hoje, já existem sistemas de software especializados para o controle de finanças na forma de aplicativos. São mais práticos do que os métodos convencionais e trazem uma série de ferramentas mais modernas, como gráficos, relatórios e acesso em qualquer lugar!

Defina um planejamento estratégico

A criação de objetivos é de suma importância para qualquer tipo de projeto. Afinal, ao estabelecer metas, você tem com clareza o que precisa alcançar. Dessa forma, o planejamento estratégico definirá o que será gasto no mês em relação ao que é ganho.

Dentro da sua ferramenta de controle financeiro, é possível estabelecer as suas metas, estipulando os valores referentes ao tipo de custo. Assim, ao dividir por categorias, fica mais fácil criar planos para economizar. Confira um bom método:

Custos fixos

Aqueles que são pagos mensalmente, sempre no mesmo valor, como o aluguel, as mensalidades etc.

Custos variáveis

Alteram-se de acordo com as necessidades do mês, as compras de suprimentos, a conta de energia etc.

Crie o hábito de poupar

Uma reserva financeira de emergência é essencial para otimizar a sua qualidade de vida e controlar os gastos pessoais. Assim, você será capaz de lidar com imprevistos do dia a dia, acidentes, pagamentos rápidos etc.

Os especialistas aconselham que os poupadores utilizem a regra dos 10%, que consiste em separar esse percentual mínimo de sua renda mensalmente numa poupança, para armazenar uma boa quantia de emergência.

Procure quitar as suas dívidas

Antes de começar a criar projetos, é importante que o seu controle de gastos pessoais seja voltado para quitar dívidas, caso as tenha. Existem algumas técnicas de gestão para ajudar na quitação das pendências:

  • liste todas as dívidas e seus valores;
  • priorize as pendências com juros mais elevados;
  • renegocie as suas dívidas;
  • atente que o parcelamento das dívidas não seja superior a 30% da sua renda.

Contratar um profissional especializado para ajudá-lo é uma ótima maneira de controlar os gastos pessoais. Organização financeira, planejamento contábil e quitação de dívidas são os passos essenciais para uma vida monetária saudável!

Gostou do conteúdo? Então, compartilhe nas suas redes sociais e ajude os seus amigos a controlar os gastos pessoais!