Negociação de dívidas: o que Steve Jobs, o pôquer e o cinema tem a ensinar?

Aprender com a própria evolução e tirar lições das experiências conquistadas ao longo da vida é uma atitude primordial para o sucesso no mundo dos negócios, pessoal e profissional. Afinal, são as vivências do passado que nos moldam para o futuro.

Da mesma maneira, estudar e analisar as lições que o mundo, as artes e também que outras pessoas admiráveis nos passam, é uma atitude que minimiza as chances de erro e nos trazem informações de ouro. Principalmente quando o assunto é negociação de dívidas, todo o conhecimento é importante.

A seguir, você confere lições valiosas que podemos aprender com o empreendedorismo e inovação de Steve Jobs, a estratégia e oportunismo do pôquer e a adaptabilidade do cinema. Veja Negociação de dívidas: o que Steve Jobs, o pôquer e o cinema tem a ensinar?

Lições de Steve Jobs

Responsável por uma revolução no mundo tecnológico e na maneira como vivemos e interagimos, Steve Jobs nos ensina lições em vários aspectos da vida, principalmente no quesito originalidade e negociação. Essas lições valem, também, para a negociação de dívidas. A sua visão macro do negócio fez com que ele enxergasse oportunidades em momentos de crise. Veja:

Encare o problema e tome decisões difíceis

Como o grande líder que era, Steve Jobs não pensava duas vezes em encarar o problema de frente, analisá-lo com frieza e definir o que deveria ser feito, mesmo que isso fosse contra a sua vontade. Nas vida financeira não é diferente: enfrentar a dificuldade e realizar cortes no orçamento, abrindo mão de conforto, é fundamental. Para isso, existem hábitos que você não deve abandonar para ter disciplina financeira.

Pense em várias alternativas

Jobs tinha como fama a busca por várias soluções para um problema, para, então, começar a realizar um filtro, até que somente a melhor restasse. Muitas vezes, quando o assunto é dívidas, somos tomados pelo impulso e aceitamos a primeira oferta do credor para diminuir todo o alarde constrangedor da situação. Essa atitude é ruim, e pode fazer com que você gaste mais do que o necessário.

 

Lições do pôquer

Um dos jogos de cartas mais famosos e que necessita de grande inteligência, perspicácia e atenção, o pôquer tem o grande poder de nos passar grandes lições, também, na negociação de dívidas.

Seja frio e calculista

No momento da negociação, a emoção e os sentimentos constrangedores podem tomar conta da situação. São esses os culpados por acordos ruins, que beneficiam o credor. Seja frio e tome as atitudes com cautela, afinal, dívida não é sinônimo de vergonha e é preciso lembrar disso na hora de renegociar dívidas.

Saiba a hora de parar

Embora a negociação possa lhe render bons resultados, não esqueça da vida do credor também. Se você pressioná-lo demais, a chance de um acordo comum pode ser jogada no lixo.

 

Lições do cinema

Os filmes e as grandes produções artísticas são ótimas fontes de aprendizado, pois retratam os problemas da vida de uma maneira lúdica e, ao mesmo tempo, muito real. A seguir, veja alguns filmes que você pode assistir para aprender a negociar da melhor maneira possível:

O Lobo de Wall Street

O tão aclamado filme, estrelado por DiCaprio, concorreu ao Oscar, em 2014, e passa grandes lições do mundo corporativo, do empreendedorismo e como a negociação pode ser feita meticulosamente para que você fique rico no mundo dos negócios. Logicamente, deixamos claro que algumas atitudes anti éticas não devem ser seguidas.

O Poderoso Chefão

A série de filmes mais famosa do cinema também passa grandes lições de negociação. Nesses filmes, a frieza e o pensamento calculista entram bastante em ação. Que tal dar uma conferida?

Hotel Ruanda

Esse grande filme mostra como é possível negociar até mesmo com dois lados inimigos e sanguinários, para salvar a vida de quem é inocente. A frieza, a calma e o autocontrole são essenciais na negociação de dívidas e esse filme exemplifica esses pontos de uma maneira extremamente realista.

No post de hoje vimos como Steve Jobs, o cinema e o pôquer são ótimos recursos para análise e aprendizado de novas lições, fazendo com que a negociação de dívidas não seja algo tão difícil ou constrangedor como parece.

Tem dúvidas ou alguma experiência com negociação de dívidas? Então deixe seu comentário!