Entenda como fazer uma boa renegociação de dívidas

O tema da renegociação de dívidas costuma tirar o sono de muitos brasileiros. Afinal de contas, os mais variados tipos de créditos e financiamentos são, muitas vezes, usados sem planejamento. Isso facilita o comprometimento de boa parte dos rendimentos mensais.

Caso essa seja a situação, não se preocupe: mesmo problemas financeiros podem ser resolvidos, basta que você se organize e tenha disciplina. O primeiro passo é identificar exatamente o montante da sua dívida; assim, você saberá ao certo o quanto precisa economizar para quitar tudo. Posteriormente, o mais indicado é entrar em contato com as empresas credoras para saber a possibilidade de renegociações.

Para ajudar você a se planejar, selecionamos algumas dicas para organizar suas finanças e sair da lista de clientes inadimplentes. Confira tudo logo abaixo!

Renegociação de dívidas: quanto tenho para pagar?

Claro que a primeira providência a ser tomada é calcular todas as suas dívidas; assim, será mais fácil se planejar para pagá-las. O segundo passo é analisar as suas finanças e estabelecer mensalmente o quanto será possível investir para a quitação dos débitos.

Essa análise é extremamente importante, pois de nada adiantará você se comprometer a pagar algo fazendo um outro tipo de dívida, que rapidamente fugirá do controle de suas finanças. Certamente, o que você terá disponível todos os meses não será o suficiente para pagar as dívidas de uma só vez, mas esse passo será fundamental para você conseguir pedir um acordo ou parcelamento dos débitos, por exemplo.

O importante é manter suas finanças em dia, tendo o cuidado de comprometer uma porcentagem fixa dos seus rendimentos, que serão destinados aos pagamentos do que você deve. Outra dica é também se organizar para criar uma reserva financeira. Assim, quando ocorrerem imprevistos ou você perceber que as finanças fugiram do controle, existirá um fundo para cobrir essas emergências.

As possibilidades para pagamento

Existem diversas possibilidades para a renegociação das dívidas, basta que você procure a empresa credora ou agência responsável pelos títulos. Lembre-se de que, antes de entrar em contato com a empresa, você já deverá ter estabelecido quanto estará disponível para realizar os pagamentos. Assim, a obtenção de um acordo será muito mais fácil e funcionará para o seu bolso.

Aliás, muitas empresas credoras oferecem opções na Internet para a negociação das dívidas, o que facilita muito para aqueles que têm um dia a dia agitado, não podem perder tempo ao telefone e precisam resolver tudo com urgência.

Aposte nos acordos

Os acordos são sempre as melhores alternativas para renegociar suas dívidas, pois são flexíveis e, muitas vezes, oferecem descontos que facilitam o pagamento. Uma das maiores vantagens é realizar o pagamento à vista, já que, nessa situação, normalmente, as empresas oferecem descontos interessantes.

É claro que, se você preferir parcelar, as empresas também estão abertas para definir com os clientes a solução mais adequada para cada situação. Então, aproveite todas essas facilidades e organize suas finanças com um bom planejamento, excluindo gastos desnecessários para conseguir realizar a renegociação de dívidas.

E você, ainda tem dúvidas sobre o que fazer a respeito da quitação de dívidas? Não se esqueça de nos seguir nas redes sociais; assim, você ficará por dentro de todas as nossas dicas! Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e Linkedin.