Conheça os 5 maiores erros que endividados devem evitar!

Quando o hábito de se envolver em dívidas já está consolidado, a solução mais adequado é encarar os fatos e aprender a lidar com o problema, e, dependendo do tamanho do inconveniente, é possível perceber os comportamentos usuais daqueles que têm esse costume, ou seja, os erros dos endividados.

Pensando nisso, nós separamos os 5 maiores erros que os endividados devem evitar. Continue lendo para saber quais são eles!

1. Utilizar linhas de crédito fáceis

Algumas linhas de crédito são incrivelmente tentadoras, não é mesmo? Elas fornecem ótimas condições — como longas parcelas e quantias altas para empréstimo — e realmente parecem a solução para o seu problema.

Porém, é necessário ter muito cuidado, pois algumas delas, apesar da praticidade, a longo prazo, podem piorar a sua condição financeira com mais dívidas.

Créditos como cheque especial ou o rotativo do cartão, além de terem um dos piores juros do mercado, são exemplos de linhas que você deve evitar se quer equilibrar sua vida financeira. O melhor a se fazer é renegociar as dívidas e buscar um bom acordo.

2. Não inspecionar o orçamento

Inspecionar o orçamento é um dos hábitos que você deve fazer não apenas quando está com problemas financeiros, mas a todo momento. Controlar o seu orçamento é uma atitude essencial se você pretende evitar os erros dos endividados.

Utilize um caderno, uma planilha ou uma agenda para anotar os gastos separando os fixos (essenciais) dos variáveis (supérfluos).

Tenha em mente que, por meio dessa prática, você será capaz de analisar para onde o seu dinheiro vai, quanto sobra por mês e o que pode ser feito para melhorar sua relação com as finanças. Sem isso, é bem provável que você não consiga se organizar para juntar dinheiro e quitar as dívidas.

3. Manter gastos altos desnecessários

Muitas vezes nos ressentimos de ter que mudar os nossos hábitos financeiros e, por mais que tenhamos dívidas, não achamos que certos gastos sejam prejudiciais. Entretanto, monitorar as despesas é extremamente salutar para se ter uma boa visão do que é preciso mudar.

Quando observamos atentamente a nossa vida financeira, fica muito claro como essas despesas desnecessárias impactam no orçamento familiar. Isso porque, o valor gasto com elas poderia ser utilizado para “sair do vermelho”. Portanto, separe as despesas essenciais das dispensáveis.

4. Acreditar em promessas de limpar o nome sem realmente pagar.

Existem muitos lugares que fazem promessas milagrosas para quem está com dívidas, inclusive, oferecendo serviços de graça. Tenha cuidado com esse tipo de situação! Geralmente a propaganda é enganosa e o serviço não é gratuito, o que, por si só, já é um motivo para desconfiar.

Para melhorar a sua condição, não há milagres. É preciso que você renegocie a sua dívida com o credor a fim de obter novas condições de pagamento com juros e prazos mais acessíveis.

5. Gastar dinheiro por impulso

Gastar por impulso é uma característica bem comum de quem tem uma vida financeira complicada. Isso é um sintoma da busca excessiva por satisfação, e o autocontrole é fundamental para lidar com o problema.

Uma boa dica é estabelecer um planejamento e definir quais são os seus objetivos com o dinheiro. Essas metas serão o seu norte para evitar gastar mais do que pode. Então, quando você estiver pensando em comprar algo, você deve se perguntar se aquilo não afetará os seus planos.

Com essas dicas ficou mais fácil identificar os principais erros dos endividados, não é mesmo? E, para saber mais sobre o assunto, aprenda como fazer uma boa renegociação de dívida!