Como limpar o nome usando somente metade do 13º salário

Época de pagamento do 13o salário em geral é uma grande alegria, e para muitos é a única época do ano em que o orçamento tem aquela folguinha confortável, porém para outros, principalmente nestes tempos de crise, é a hora certa para conseguir por as contas em dia e abrir o próximo ano com a vida financeira em dia.

Mas convenhamos, se o nível de endividamento estiver na média ou acima da sua faixa de salário você poderá gastar todo o seu 13o pagando contas atrasadas, e isso não é divertido, na verdade é quase uma tortura, além de fazer o período das festas de final de ano ser comemorado muito mais humildemente.

É uma troca dura, útil mas de forma nenhuma a sua única opção! Saiba como limpar o nome usando somente metade do 13º salário:

 

Para começar a por o plano em prática é sempre importante mentalizar que a mágica é que não tem mágica, a solução é puramente lógica e sem truques, e no caso da ideia de limpar o nome usando somente metade do 13º salário existem 2 saídas, um ótimo acordo de negociação a vista ou um parcelamento com entrada, e a primeira abre sempre a hipótese da possibilidade da segunda respectivamente.

 

Abrindo as possibilidades.

Conseguir negociar um bom acordo obviamente é sempre a melhor saída, mas também é a mais difícil, pois não depende só de você, e também demanda um esforço maior para se obter o resultado desejado, mas é totalmente plausível e realizável.

Para conseguir um bom acordo é importante que primeiramente você entre em contato com a empresa com a qual você quer negociar e descubra se a dívida permanece com eles ou se já está sendo recuperada por uma empresa especializada, estas que em sua grande maioria não são nenhum pouco amigáveis. Então sempre mantenha em mente que se sua dívida tiver menos de 1 anos, é bem provável que ela ainda esteja com a empresa, acima disso a chance de estar sendo gerenciada por uma assessoria fora da empresa é cada vez maior, o que dificulta um pouco, mas sem alarmismo, ok? 😉

Se o débito ainda estiver com a empresa ótimo você foi assertivo, ganhou tempo e já pode começar a negociar, mas se não estiver é importante que você pergunte na hora com quem você pode negociar isto, o que para ser sincero raramente as empresas controlam de forma simplificada para os clientes.

Se infelizmente a sua única opção é negociar com as assessorias é importante que você abra seu leque de opções, e verificar as plataformas de negociação online, como o QueroQuitar por exemplo, é imprescindível. Muitas empresas já oferecem este canal para seus clientes e o melhor aspecto deles é que você mesmo controla a sua negociação de forma autônoma através da internet, tendo auxilio humano somente quando solicitado. Negociar online é super rápido, simples e tranquilo, e as vezes a tranquilidade não tem preço, vale demais a experiência e pode mudar completamente a forma como você se relaciona com pendências financeiras. 😛

Se sua dívida não estiver disponível nas plataformas de negociação online é a sua última saída é negociar com as assessorias, e isso pode ser uma tarefa dura, então prepare-se psicologicamente pois sua negociação poderá chegar ao nível das negociações do “Trato Feito” do History Channel, então vá com confiança mas cuidado com as armadilhas hein, papo de vendedor e ameaças podem destruir seu plano.

De qualquer forma para ser bem sucedido em qualquer uma destas hipóteses e conseguir limpar o nome usando somente metade do 13º salário é importante conhecer alguns fatores importantes.

 

Fatores de sucesso da negociação

Seja qual for a opção encontrada é importante você saber que quanto menor for o tempo de existência dessa dívida menor também são as probabilidades de desconto, mas também menor será o valor da dívida. Então se a dívida for de até metade do valor do seu salário liquido é só você informar que está com o dinheiro e quer pagar.

Se a dívida for mais antiga é mais provável conseguir descontos maiores, isso acontece pois a dívida vai ficando mais difícil de ser recuperada ao longo do tempo, os dados do cliente vão ficando desatualizados, a pessoa aprende a viver bem mesmo negativada e por isso a possibilidade de recuperação cai progressivamente. Isto meu amigo é a sua carta na manga, use-a quando possível.

Já quando a dívida for levemente maior do que o seu salário é importante que você explique a situação e seu plano de negociação, este aqui, para a empresa, se ela for aberta e topar, perfeito, feche o acordo, mas se a empresa se recusar a baixar o preço ou se a dívida for muito maior do que o valor dá metade do seu salário nós temos que ir para a segunda opção, a possibilidade de parcelamento, que também é a única possibilidade para dívidas muito maiores do que o seu salário.

O parcelamento é a pior opção? Sim é, e também é uma má forma de investimento afinal de contas você perde os descontos e na maioria das vezes até acaba pagando alguns juros, mas por mais que não seja a melhor opção temos que ter em mente que algumas vezes é a única saída já em outras é a melhor forma de não sacrificar um momento tão prazeroso quanto as festas de final de ano, e sejamos conscientes, em alguns momentos é importante termos a possibilidade de investir na nossa felicidade.

Gostou? Compartilhe!