Como fazer o orçamento familiar #1 – O Básico

Como fazer o orçamento familiar pode parecer uma tarefa bastante complexa, um desafio que é temido por muitos e essencial para outros, mas o importante aqui é ter em mente que é muito mais fácil do que você imagina fazer um orçamento família, e por mais simples ou complexa todos temos uma forma de orçamento, mesmo que de forma extremamente básica e até mesmo subjetiva.

É exatamente pela existência desta constante, mesmo que no nível mais básico, que hoje vamos mostrar como construir um orçamento financeiro em seu nível mais fácil e simples mas mesmo assim funcional a ponto de oferecer controle, segurança e até mesmo uma possibilidade real de melhoria em sua vida financeira.

Realizar um orçamento familiar básico é super rápido e muito mais simples do que você pensa, além de ser muito importante pois serve como exercício de inteligência e possibilita um gasto mais eficiente do dinheiro da família o que melhora a vida de toda sua família. Por isso confira o Post Como fazer o orçamento familiar #1 – O Básico:

Gastar com inteligência é ter mais ganhando o mesmo!

Vamos começar falando do que importa que é o que você pode ganhar fazendo um orçamento familiar simples. Todos fazemos alguma forma de controle do orçamento, mesmo que de forma simples e até mesmo subjetiva, e colocar essa prática um degrau a cima não irá demandar mais trabalho do que você já faz e possibilita que você controle seus gastos, reduza custos, pague dívidas e até mesmo guarde algumas economias.

O exercício de um orçamento familiar quebra o gelo e diminui qualquer medo que se tenha sobre o dinheiro, então como começamos a melhorar nosso orçamento familiar? Simples, vamos separar nossos gastos e classifica-los em categorias, para então trabalharmos uma forma de otimizar estes gastos.

Ah, e não se preocupe, eu tenho certeza de que você sabe a maioria destes valores de cabeça. 😉

 

Aonde devo fazer o orçamento familiar?

Outra dúvida muito comum e que as vezes até acaba deixando as pessoas confusas e fazendo-as desistir de por no papel o orçamento familiar é o pensamento, qual o melhor lugar para montar o orçamento financeiro familiar? A resposta é super simples, no lugar que for mais confortável para você!

Você pode montar seu orçamento numa folha, num caderninho, num quadro negro, num bloco de notas, num documento do word, numa planilha no excel, ou até mesmo em um aplicativo em seu celular.

Não vamos tomar partido aqui, então pense desta forma, a partir de um papel e uma caneta você já tem tudo o que precisa pra fazer um orçamento familiar básico e trabalhar uma melhoria real na sua qualidade de vida, sem esquecer de falar que uma calculadora sempre ajuda. J

Agora que você já decidiu como vai fazer o seu orçamento familiar básico chegou a hora de saber quais são e efetuar a coleta de todos os nossos gastos mensais.

 

1 – Gastos Essenciais

Os gastos essenciais são aqueles que são necessários para a vida cotidiana e o bem estar da sua família, são eles que garantem o acesso aos bens essenciais e definem o nível mínimo de conforto em que sua família vive.

Confira a lista de gastos essenciais a serem contabilizados:

  • Aluguel
  • Financiamento de Imóvel
  • Alimentação
  • Luz
  • Água
  • Escola
  • Plano de Saúde
  • Condomínio
  • Gás

Agora que você já sabe quais são é só coletar os valores dos gatos da lista e soma-los, assim você obtém o total de seus custos essenciais e pode começar a pensar em como começar a reduzi-los.

2 – Gastos Supérfluos

Os gastos supérfluos são aqueles que não são tão necessários ao cotidiano da família e que por isso podem ser mais facilmente reduzidos, cortados ou remanejados. Cuidado pois os custos supérfluos costumam definir o patamar de vida da sua família, e cortá-los pode gerar brigas e atritos dentro de casa, então é importante antes de tudo conversar com todos, ok?

Confira a lista de gastos supérfluos a serem calculados:

  • Internet
  • Telefone
  • TV a Cabo
  • Celular
  • Cartão de Crédito
  • Automóvel
  • Financiamentos
  • Compras
  • Lazer
  • Viagens

Com os gastos supérfluos listados e calculados dentro do seu orçamento familiar mensal agora é hora de pensar de forma criativa e pensar em como fazer para cortar custos ou obter mais deste orçamento.

Chegou a hora de juntar todos os gastos e por em prática o exercício de melhoria de eficiência nos gastos do dinheiro da sua família.

Como fazer o dinheiro da família render mais?

Chegamos na parte deliciosa disso tudo, o objetivo final, otimizar os gastos de forma inteligente e fazer o seu dinheiro render mais, esta é a hora de fazer acontecer a melhoria real na vida da sua família.

Para facilitar a compreensão da ideia e a execução do exercício podemos dividir a otimização de gastos em 3 tipos:

 

Corte de Gastos

Efetuar um corte de gasto é quando você para totalmente de consumir um determinado bem e por isso para de pagar por isso, como exemplos podemos citar vender o seu carro, que cessa também o gasto com combustível, manutenção e impostos, parar de fumar (o que faz bem a saúde e evita um gasto enorme), cancelar o plano do Premiere ou cancelar a viagem de férias.

 

Redução de Custos

A redução de custo acontece quando você reduz o gasto efetuado com um determinado tipo de consumo principalmente os recorrentes, como exemplos podemos citar reduzir seu pacote de internet, diminuir o custo da conta de luz, cortar gastos com cartão de crédito, trocar a TV a Cabo por Netflix, reduzir seu plano de internet, telefone e TV para somente internet e até simplesmente pagar todas as contas em dia e zerar o pagamento de juros por atraso.

Mudar de bem de consumo

Modificar o bem de consumo é uma excelente prática pois costuma possibilitar uma redução alta no custo do orçamento familiar mensal de forma bastante rápida. Modificar de bem de consumo significa que você para de consumir determinado produto especifico para começar a consumir ou contratar outro de menor valor no lugar do anterior. Como exemplos podemos citar fazer a mudança de imóvel para pagar um aluguel mais baixo, renegociar dívidas, trocar seu carro por uma moto ou efetuar a renegociação e alteração do contrato de financiamento do imóvel ou veículo, tirar férias num lugar mais barato.

Como dá pra ver, fazer como fazer um orçamento familiar é muito mais simples do que parece, comece fazendo ele onde você achar melhor e mais fácil, não se esqueça que dá pra começar somente com um papel e uma caneta.

Após colocar tudo no papel pra saber quanto está sendo gasto em cada coisa é só colocar a esperteza em prática para tornar os gastos da sua família mais inteligente e pronto, você acabou de gerar uma melhoria real na sua qualidade de vida com pouquíssimo esforço.

E ai, o que você achou de nosso post de Como fazer o orçamento familiar #1 – O Básico, foi útil pra você? Deixe abaixo seu comentário!