Cheque sem fundo e nome sujo, como resolver a situação?

Os cheques facilitam muitos negócios na hora do pagamento, mas um cheque sem fundo pode sujar seu nome e criar uma dor de cabeça para resolver a situação. Isso pode acontecer com qualquer um, seja por um imprevisto ou um descuido no dia em que o cheque deveria ser compensado. Se isso aconteceu com você, não precisa se preocupar, porque nós preparamos um passo a passo do que deve ser feito para regularizar as pendências e limpar seu nome no Serasa ou no SPC.

Cheque sem fundo e nome sujo, como resolver a situação? Saiba como como localizar o cheque, quitar o débito pendente e informar ao banco que a situação está resolvida!

1. Localizando o cheque sem fundo

Quando um cheque é devolvido duas vezes pelo banco, quando o portador tenta compensá-lo, o CPF do titular da conta emitente do cheque irá para o CCF — Cadastro de emitentes de cheques sem fundo — e para o Serasa ou SPC. Se a conta for conjunta, os CPFs de todos os titulares irão para o cadastro. Para saber se o seu nome está incluído no CCF, você pode ir em um dos endereços do Banco Central ou perguntar ao seu banco; essa informação é obrigatoriamente gratuita.

Ao se encontrar nessa situação, a primeira coisa que você deve fazer é entrar em contato com o seu banco e perguntar de qual cheque se trata. Eles informarão o número da folha, a data e o valor. Dessa forma, você poderá verificar no seu canhoto para quem entregou esse cheque e, assim, entrar em contato para quitar o débito.

2. Quitando os débitos e reavendo o cheque

Sabendo de qual cheque se trata, o próximo passo é entrar em contato com a pessoa que o tem. O ideal é que você explique a situação e a resolva da maneira mais saudável possível. Então, será preciso quitar as pendências relativas ao valor do cheque para recebê-lo de volta e poder entregá-lo ao banco a fim de tirar seu nome do cadastro de restrições.

3. Preparando os papéis e limpando seu nome

Com o cheque que havia sido devolvido em mãos, você terá que lidar com uma pequena burocracia, mas nada complicado. Será preciso redigir uma carta e anexá-la ao cheque, informando que tudo foi quitado em relação a essa pendência.

Feito isso, o banco cobrará uma taxa que varia de instituição para instituição, pela regularização da situação. Se você tiver alguma dificuldade, o próprio funcionário do banco informará os documentos necessários para a entrega do cheque sem fundo.

Depois desse processo, o banco terá 5 dias úteis para comandar a retirada do seu CPF do CCF e do Serasa. Você estará amparado pelo Código do Consumidor em relação ao prazo e à regularização do seu nome.

Reorganize-se

O Coach André Fernandes, idealizador do programa Dinheiro para Sempre dá a dica: “O melhor para não cair na armadilha do cheque sem fundo é… Não emitir cheques! Hoje em dia temos outros meios de pagamentos mais eficientes para realizar compras (transferências, cartões de débito e crédito, pagamento de boleto, etc). Como deixar de usar o cheque? Nunca andar com ele, e deixá-lo no lugar mais inacessível da casa. Aí se surgir uma oportunidade de compra, você vai voltar para casa para buscar o talão o no tempo pode avaliar se a compra realmente cabe no seu orçamento“.

Como podemos ver, um cheque sem fundo causa alguns contratempos e o maior deles é o nome sujo. Porém, não é um problema intransponível.

Todos estamos sujeitos a isso e o importante é resolver tudo o mais rápido possível. Organize-se e preveja os problemas, para saná-los antes que aconteçam. Você pode se reorganizar e melhorar suas finanças, poupando estresse no futuro.

Viu como é mais simples do que parece limpar o nome por conta de um cheque sem fundo? Esperamos que o post tenha ajudado.

Deixe o seu comentário para melhorarmos ainda mais!