5 dicas para tirar o nome do SPC

A falta de planejamento e a perda do controle financeiro conduzem a situações problemáticas, como o acúmulo exagerado de dívidas. Quando há muitas delas, a pessoa, normalmente, encontra dificuldades para pagar — o que pode levá-la a se comprometer com os órgãos de proteção ao crédito.

Se você está com seu nome sujo na praça, saiba que existem formas eficazes de sair desta situação e voltar a usufruir dos benefícios do crédito.

Que tal considerar critérios como o período da dívida e as opções de parcelamento e de desconto? Leia o post até o final e descubra mais sobre o assunto: Confira nossas 5 dicas para tirar o nome do SPC (Serviço de Proteção ao Crédito).

Renegociação da dívida

É o primeiro passo para tirar o nome do SPC. Quando as dívidas são muito altas, o melhor é fazer um acordo com a empresa.

Contar com o apoio de uma organização intermediária ajuda muito. Empresas dedicadas à intermediação na renegociação das dívidas facilitam o processo, evitando contratempos e conflitos desnecessários.

Há muitas vantagens em contar com um mediador na hora de renegociar, entre as quais, as maiores possibilidades de descontos e melhores opções de parcelamento. Além do aval de profissionais qualificados que garantem a lisura do processo, oferecendo o melhor para ambas as partes.

Obrigação de fazer

Por lei, uma pessoa só pode ser negativada (ter seu nome no SPC) após ser condenada pela dívida. Quando a audiência é feita e o consumidor reconhece a dívida e sua impossibilidade de pagá-la, o nome pode ser negativado.

Para tirar o nome do SPC antes da audiência legal, o consumidor deve pleitear na justiça com um requerimento denominado “Obrigação de Fazer”. No qual ele reconhece a dívida, mas discorda dos juros e métodos estabelecidos para sua negativação.

No site do SCPC

Pelo site da Boa Vista Serviços, que administra o SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), é possível ter um canal para encontrar a dívida que gerou seu problema financeiro.

Deve-se tomar cuidado com golpistas que aproveitam o momento de fragilidade para, por meio de sites, extorquir mais dinheiro – prometendo a retirada do nome do SPC e cobrando taxas ilegais sobre serviços que devem ser gratuitos! No Quero Quitar, você pode também localizar sua dívida facilmente, de maneira rápida e segura desde que o o seu credor seja parceiro do site.

Dívida já quitada

Após o pagamento da dívida, a empresa deve fornecer documento que comprove a quitação da dívida e tem o prazo de 5 dias para tirar o nome do cliente do SPC. Caso isso não seja feito e o nome do consumidor ainda esteja registrado no cadastro do SPC, ele deve ir até a empresa e solicitar o cancelamento da dívida já paga e a liberação de seu nome. Se, ainda assim, a empresa não atender ao seu pedido, é possível entrar com ação judicial por danos morais.

Prazo vencido

Conforme a legislação brasileira, após 5 anos a dívida “caduca” e a empresa tem que, obrigatoriamente, tirar o nome e o CPF do consumidor do SPC. Se isso não for feito, o consumidor pode entrar com ação por danos morais.

Muitas vezes, o que acontece é que pessoas querem ter o nome limpo antes do prazo legal e tentam forçar situações. Deve-se ter em mente que o prazo para vencimento da dívida é de 5 anos e, só após esse prazo, é assegurado ao consumidor o seu direito ao nome limpo novamente.

É fundamental fazer um bom planejamento financeiro e evitar as dívidas exageradas ou de consumo supérfluo. Para quitá-las, a melhor opção é a renegociação e o pagamento do débito. Não procure meios suspeitos para limpar seu nome.

Tem outras dúvidas? Deixe seu comentário sobre o post e participe!