4 dicas para recuperar crédito em tempos de crise

Um dos graves reflexos da crise econômica atual brasileira é a inadimplência dos clientes, sejam eles pessoas físicas ou jurídicas. E nesta situação os dois lados saem perdendo – tanto o cliente que perde o poder de compra quanto a empresa que não recebe pelo produto ou serviço vendido.

O meio mais usual e conhecido até então é contratar escritórios de cobrança que fazem contato com os clientes até que a divida seja paga, utilizando em muitas vezes métodos constrangedores de contato e persuasão para receber o pagamento.

Para evitar que a sua empresa passe por este tipo de problema, separamos 4 dicas para recuperar crédito em tempos de crise, de uma forma amigável e eficiente, confira:

1 – Identifique quem está devendo e entre em contato

Existem vários tipos de inadimplentes, desde aqueles que reconhecem que estão passando por problemas pontuais e têm o desejo de resolver tudo da forma mais amigável possível, até aqueles que querem se aproveitar da situação e deixar a dívida ser retirada dos órgãos de defesa do consumidor pelos prazos da lei — já que, depois de cinco anos de inadimplência o nome é retirado da lista de devedores dos órgãos de proteção ao crédito, como SPC ou Serasa.

O primeiro passo, antes mesmo de levar o nome do consumidor para o serviço de proteção ao crédito, é entrar em contato para saber o que aconteceu e como pode ser resolvido esta questão. Talvez estender o prazo para o depósito do valor devido ou oferecer mais parcelas podem ser a saída necessária para resolver. Costuma também ser uma solução interessante sugerir desconto no valor devido para rapidamente recuperar o valor ora pendente.

Tente adequar sua abordagem ao perfil do cliente, de forma que ele sinta sua empresa como uma parceira, que quer ajudá-lo a extinguir a dívida de uma forma que seja benéfica para ambas as partes.

2 – Mantenha o contato ativo com seus clientes

Muitas vezes, os atrasos nos pagamentos de débitos podem acontecer por causa de esquecimento mesmo, por parte dos clientes. Mantenha os dados do cliente atualizado, e caso ocorra um atraso superior a 10 ou 15 dias do pagamento, faça contato para lembra-lo do compromisso firmado.

3 – Preserve sua carteira de clientes

Uma negociação bem feita salva muito mais do que o crédito recuperado de um cliente inadimplente. Procure conversar com seus clientes, entenda suas demandas e entre em um acordo que seja o mais favorável para as duas partes. Desta forma, você consegue fidelizar seus consumidores, que depois de recuperarem seu poder de compra, voltarão a comprar nos lojistas que deram melhores condições de pagamento.

4 – Aposte na tecnologia

Atualmente, 40% da população ativa do país está negativada. E quando a dívida passa de 45 dias sem pagamento, uma solução muito usada é encaminhá-la para escritórios de cobrança — que passam a fazer contato com o consumidor inadimplente, oferecendo outras formas de parcelamento e pagamento. Muitas vezes, estas abordagens são grosseiras, e incomodas. O Quero Quitar oferece uma solução mais agradável para os dois lados, usando alta tecnologia e um modelo de negócio disruptivo e inovador o QueroQuitar simplifica e facilita o processo de negociação de dívidas, recuperando o devedor ao status de consumidor.

Agora que você pode conhecer boas práticas para recuperar crédito, assine a nossa newsletter e receba todas as nossas dicas sobre serviços financeiros.